A Bondora apoia a Ucrânia: carta do nosso CEO

Bondora

A notícia da invasão russa à Ucrânia abalou o mundo. Os nossos pensamentos estão com todos os afetados e estamos comprometidos em ajudar no que for possível. Todos devemos fazer a nossa parte para apoiar a Ucrânia e o seu povo!

Relembro que os mercados em que temos empréstimos ativos são a Estónia, Finlândia e Espanha, por isso a crise atual não tem um efeito direto na Bondora. Não temos operações comerciais na Rússia nem na Bielorrússia. Continuamos a servir todos os nossos clientes, para que possam continuar a construir o seu futuro financeiro.

O que fizemos até agora

Fizemos um donativo à Mondo, uma ONG que está a prestar ajuda humanitária na Ucrânia, e estamos a explorar outras formas de ajudar o povo ucraniano. Também estamos a dar apoio a qualquer funcionário cuja família esteja a ser afetada, incluindo apoio à relocalização. Encorajamos todos os nossos clientes a fazer o que for possível para ajudar quem mais precisa.

O caminho a percorrer

Continuaremos a supervisionar de perto a situação e a tomar medidas para proteger os nossos clientes. A Bondora está a cumprir todos os regulamentos, assim como qualquer nova sanção caso venha a ser relevante para nós.

Queremos garantir que estamos a operar como habitualmente e que nenhuma das nossas atividades ou planos comerciais foram afetados. A Bondora foi fundada durante a crise financeira mundial de 2008 e tem lucros desde 2017: estamos preparados para aguentar as adversidades e continuar ao seu serviço, independentemente da situação global.

Continuaremos a manter o seu dinheiro em segurança, diversificando a sua carteira de investimentos e estaremos sempre aqui para ajudar.

Caso tenha alguma dúvida ou preocupação ou queira saber como pode ajudar as pessoas na Ucrânia, entre em contacto connosco através da nossa  página de ajuda.

Desejo-lhe o melhor,
Pärtel Tomberg